DestaquesMato Grosso do SulNotícias

Segundo dia de provas do Enem tem Abstenção maior em Mato Grosso do Sul, aponta o Inep

O segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 em Mato Grosso do Sul teve 30,8% de faltosos na versão impressa e 53,1% na prova digital, uma abstenção maior que a registrada no primeiro dia. O balanço foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O levantamento aponta que dos 37.020 inscritos em Mato Grosso do Sul para o Enem impresso, 25.600 (69,2%) estiveram presentes e 11.420 (30,8%) faltaram ao 2º dia de prova.

Segundo o Inep, dos 1.206 inscritos no Enem digital, 1.323 (46,9%) compareceram e 702 (53,1%) faltaram o segundo dia da prova. Este foi o segundo ano em que o modelo de aplicação digital do exame é usado no país. O Ministério da Educação (MEC) pretende tornar a prova 100% digital até 2026.

Os resultados das provas do Enem 2021 serão divulgados no dia 11 de fevereiro do ano que vem, a data foi confirmada pelo Inep.

Na avaliação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, a sociedade e a educação brasileiras saíram ganhando com a realização do Enem. O gabarito oficial e os cadernos de questões serão divulgados depois de amanhã (1º) pelo Inep.

O levantamento aponta que dos 37.020 inscritos em Mato Grosso do Sul para o Enem impresso, 25.600 (69,2%) estiveram presentes e 11.420 (30,8%) faltaram ao 2º dia de prova.

Segundo o Inep, dos 1.206 inscritos no Enem digital, 1.323 (46,9%) compareceram e 702 (53,1%) faltaram o segundo dia da prova. Este foi o segundo ano em que o modelo de aplicação digital do exame é usado no país. O Ministério da Educação (MEC) pretende tornar a prova 100% digital até 2026.

Os resultados das provas do Enem 2021 serão divulgados no dia 11 de fevereiro do ano que vem, a data foi confirmada pelo Inep.

Na avaliação do ministro da Educação, Milton Ribeiro, a sociedade e a educação brasileiras saíram ganhando com a realização do Enem. O gabarito oficial e os cadernos de questões serão divulgados depois de amanhã (1º) pelo Inep.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo