CiênciaDestaquesNotícias

Manuscrito de Einstein sobre a teoria da relatividade será leiloado em Paris

O documento, que é um dos mais importante para a física moderna, está avaliado em US$ 3,4 milhões

O manuscrito de Albert Einstein sobre teoria da relatividade geral será leiloado em Paris, na França. O documento, que é um dos mais importante para a física moderna, está avaliado em 3,4 milhões de dólares.

“Einstein é alguém que manteve muito poucas notas, então o simples fato de o manuscrito ter sobrevivido e chegado até nós já o torna absolutamente extraordinário”, disse Vincent Belloy, especialista do departamento de livros e manuscritos da casa de leilões Christies à Reuters.
Desenvolvida entre 1907 e 1915, a teoria geral da relatividade afirma que a gravidade é uma deformação do espaço e que corpos celestes massivos, como planetas e estrelas, podem deformar o espaço e o tempo ao seu redor. Essa teoria conseguiu explicar desde o nascimento do Universo até a órbita dos planetas e os buracos negros.

Apesar de ser o mais conhecido, Einstein não é o único autor deste documento. O engenheiro suiço/italiano, Michele Besso, também foi responsável pelo manuscrito, que possui 54 páginas e é um dos dois trabalhos remanescentes que registram o nascimento da teoria da relatividade.

O documento foi escrito entre 1913 e 1914, o que o torna ainda mais especial porque os manuscritos de Einstein antes de 1919 são considerados extremamente raros.

Segundo Belloy, o manuscrito descontrói a imagem popular de que Einstein era uma gênio absoluto e o apresenta como um cientista que, como qualquer outro, testa hipóteses e comete erros.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo