EsporteFixo

Atlético-MG busca empate com reservas do Palmeiras e jogo do título é adiado

Com cabeça na Libertadores, Verdão joga bem e fica duas vezes à frente no placar; Galo empata, mas não aproveita tropeço do Flamengo e mantém cariocas com chances

Palmeiras e Atlético-MG fizeram um jogo brigado e movimentado no Allianz Parque, na noite desta terça-feira. Com objetivos bem diferentes, os rivais alternaram bons momentos e ficaram no empate por 2 a 2, em jogo que abriu a 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo com time reserva e pensando na final da Libertadores, o Verdão jogou bem e ficou duas vezes à frente no placar, com Wesley e Deyverson – e ainda perdeu um pênalti com Patrick de Paula, pouco antes do segundo gol.

Já o Galo, ansioso pelo título, buscou a igualdade com Zaracho e Hulk, mas não conseguiu abrir distância do Flamengo, que também empatou nesta terça, com o Grêmio. Sem a vitória, o time de Cuca não tem possibilidade de confirmar o título já no domingo, contra o Fluminense. E terá de esperar um pouco mais.

O empate leva o líder Atlético-MG aos 75 pontos, contra 67 do vice-líder Flamengo. Mesmo que vença o Fluminense no domingo, ainda não será possível comemorar o título – essa confirmação pode sair, no mínimo, no dia 2 de dezembro, em jogo contra o Bahia, atrasado da 32ª rodada. Já o Palmeiras vai a 59 pontos, confortável em terceiro lugar.

Já com a cabeça na final da Libertadores, o Palmeiras teve time todo reserva em campo, exceção feita ao lateral-direito Marcos Rocha, que está suspenso na decisão de sábado contra o Flamengo. Nomes como Wesley e Deyverson se destacaram, com gols e chances criadas. Mais opções para Abel Ferreira, que nem esteve no banco, suspenso.

O torcedor do Atlético-MG conta os dias (e jogos) para, enfim, comemorar um título brasileiro depois de 50 anos. O empate desta terça adiou o sonho por mais alguns dias, já que uma vitória contra o Fluminense, no domingo, num Mineirão provavelmente lotado, não confirmará a conquista. O atacante Hulk, artilheiro do Brasileirão, admite a ansiedade e pede casa cheia no fim de semana.

Fonte: GE

 

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo