DestaquesPolítica

Sidrolândia terá nova eleição para prefeito, decide Tribunal Superior Eleitoral

TSE negou nesta terça recurso ao candidato mais votado à prefeitura, Daltro Fiuza, que teve registro de candidatura indeferida por ser enquadrado na lei da “Ficha Limpa”.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em sessão plenária online na noite desta terça-feira (2), negou por unanimidade recurso ao candidato mais votado à prefeitura de Sidrolândia nas eleições 2020, Daltro Fiuza, do MDB.

Ele buscava reverter decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), que indeferiu o registro de candidatura por ser enquadrado na lei da “Ficha Limpa”.

Os ministros do TSE entenderam que Daltro está inelegível por condenação por improbidade administrativa.

Em uma administração passada, o ex-prefeito teve as contas do município desaprovadas pela Câmara de Vereadores por irregularidades na aquisição de ônibus escolares e por não fazer o repasse de contribuição previdenciária, além de irregularidades em um convênio federal identificadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Fonte: G1 MS

GCR

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar