Destaques

Prefeito que decretou 21 dias de jejum e oração contra covid-19 em MS volta atrás e insere todas religiões

O documento alterado e assinado pelo prefeito de Ladário, Iranil de Lima Soares, prevê que voluntariamente a população de Ladário, que possua fé em Deus, faça orações diárias em seus lares ou nas igrejas, evitando aglomerações.

A prefeitura de Ladário, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, publicou nesta quinta-feira (21) uma alteração no decreto no “Diário Oficial” local que pedia 21 dias de oração e um de jejum para combater a pandemia do novo coronavírus. Com o novo texto, o prefeito, agora, abrange também outras religiões e até aqueles que não possuem religião.

De acordo com o texto, o novo decreto pede que a partir de agora, voluntariamente a população ladarense, que possua “fé em Deus”, faça orações diárias em seus lares ou nas igrejas, evitando aglomerações.

O documento ainda cita que para aqueles que não acreditam em Deus, que também de forma voluntária, utilizem da fé pessoal em favor da cidade.

A determinação de 21 dias de oração foi mantida, mas agora, segundo o novo decreto, é para quem quiser e puder. Já o jejum pode ser em um dia de livre escolha e somente para aqueles que forem adeptos do jejum com a oração, isso de acordo com a respectiva religião de cada pessoa.

Conforme o texto, no dia 7 de junho, dia em que termina o período de orações de 21 dias, o decreto sugere que àqueles que tenham o hábito de orar, que participem de uma corrente de oração, das 5h até às 6h da manhã, de dentro das casas, pedindo pela saúde dos doentes pela covid-19.

A Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul, em Corumbá, que também responde por Ladário, manteve a representação na Justiça alegando que o decreto é inconstitucional e, por isso não vai retirar a ação.

A OAB relata que não é o teor do texto, e sim a forma que foi publicada, por meio do Diário Oficial, por se tratar de uma medida religiosa. Conforme o órgão, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul ainda não se manifestou sobre a ação.

Segundo a secretaria estadual de Saúde, Ladário tem 5 casos confirmados de covid-19 e a cidade vizinha, Corumbá, 19 casos.

Até a manhã desta sexta, Mato Grosso do Sul tinha 805 casos confirmados e 17 mortes por covid-19.

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close