Ação CriminosaBrasilMeio AmbientePolícia

Operação combate comércio ilegal de ouro retirado da bacia do Rio Tapajós

A ação faz parte da segunda fase da operação Dilema de Midas, deflagrada em maio do ano passado.

A Justiça federal e o Ministério Público Federal cumpriram, nesta quarta-feira (10), seis mandados de seqüestro de bens em endereços localizados no Estado de São Paulo. A ação faz parte da segunda fase da operação Dilema de Midas, deflagrada em maio do ano passado.

 

De acordo com a Polícia Federal, o objetivo é combater o comércio de ouro clandestino na Bacia do Rio Tapajós, localizada nos estados do Mato Grosso, Pará e Amazonas. Os mandados cumpridos em São Paulo tem ligação com uma instituição financeira que atua na compra ilegal de ouro. Segundo as investigações, a empresa comprou mais de R$ 16 milhões em ouro clandestino por meio de documentos ilegais.

Na primeira parte da operação, realizada em maio de 2018, a Polícia Federal cumpriu dois mandatos de busca e apreensão.

 

Um no Posto de Compra de Ouro da Empresa investigada, e outro na casa do responsável pelo estabelecimento. Na operação foram bloqueados mais de R$72 milhões. De acordo com o Ministério Público, a Bacia do Rio Tapajós está no topo do ranking de garimpo ilegal no Brasil.

Fonte Radiobrás.

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close