Fixo

MS deve receber ainda nesta semana novo lote de vacinas e também doses que sobraram da imunização de indígenas

A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (7), pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Mato Grosso do Sul deve receber ainda nesta semana uma nova remessa de vacinas contra a Covid-19 enviada pelo Ministério da Saúde. O estado também deve contar com doses, cerca de 13 mil, que sobraram da imunização de indígenas.

A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (7), pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende. Ele disse que ainda não tem informação do quantitativo de doses que será enviado pelo Ministério.

Em relação aos imunizantes que sobraram da vacinação de indígenas, o secretário disse que essas doses não foram aplicadas porque muitos estão se recusando, por vários motivos, a serem vacinados nas aldeias.

Resende disse que diante dessa situação o Ministério da Saúde autorizou o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) a repassar ao governo do estado essa sobra para ser utilizada na imunização de outros grupos prioritários.

O secretário antecipou que deve ser ampliada a imunização dentro dos grupos prioritários e ainda serem imunizados também os indígenas desaldeados – aqueles que vivem fora das aldeias, que representam cerca de 7 mil pessoas.

Ainda sobre vacinação, o secretário anunciou que uma resolução deve incluir os jornalistas entre os grupos prioritários para a vacinação contra a Covid no estado.

Ele justificou a medida lembrando que são os profissionais da imprensa que estão na linha de frente informando a população sobre a doença e medidas de prevenção e que vários profissionais morreram no estado vítimas da doença. Disse que o Brasil é o segundo país do mundo em que mais morrem jornalistas acometidos por Covid.

Sobre a situação da pandemia, Resende disse que com os 1.488 casos novos confirmados nesta quarta, o estado tem média móvel de 1.300 por dia, nos últimos 7 dias. O total de infectados pelo novo coronavírus em Mato Grosso do Sul chegou a 224.697 desde o início da pandemia.

Comentou que com as 59 mortes confirmadas nesta quarta, a média móvel atingiu 50,4 por dia, nos últimos 7 dias. O total de vidas perdidas para a doença chegou a 4.630.

Outros dados da pandemia

 

  • Pessoas infectadas em isolamento domiciliar: 15.054
  • Pessoas infectadas hospitalizadas: 1.234
  • Internados em leitos clínicos: 700
  • Internados em UTIs: 534
  • Recuperados: 203.779
  • Taxa de ocupação de leitos públicos de UTI Covid no estado: 102%

 

 

 

 

 

Fonte: G1 MS

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar