DestaquesEntretenimentoNotícias

José de Abreu é condenado pela Justiça por comparar Bia Doria a vaca, diz jornal

Ator terá de pagar uma indenização de R$ 50 mil para a primeira-dama

José de Abreu foi condenado na 33º Vara Cível da Monarca de São Paulo, pelo juiz Douglas Iecco Ravacci, por compartilhar uma publicação no Twitter em que insinuou a comparação de Bia Doria, primeira-dama do estado de São Paulo, com uma vaca.

Na mensagem, de 2016, o ator disse: “STF proíbe vaquejada, mas permite que a Bia Doria dê entrevista? É um crime contra os animais”, tuítou.

Pela decisão judiciária, cabe recurso e Abreu terá de arcar ainda com os custos de honorários, e pagamentos de custas e despesas processuais. As informações são do jornal Folha De S. Paulo.

Em dezembro de 2019, o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), tentou contatar o ex-global para que ele se defendesse do processo, mas a Justiça não conseguiu contato com ele nos endereços fornecidos.

“Vejam até onde vai a covardia do Zé de Abreu. Um notório ativista da esquerda e defensor do Lula. Que desrespeita mulheres, cospe na cara das pessoas e, após condenado, foge covardemente da justiça. Atitudes desprezíveis”, disse João Doria, prefeito de São Paulo, na ocasião.

Após dois anos sem sucesso de contatação com a Justiça, José respondeu à ação, em maio, por meio de seus advogados, e disse que apenas valeu do “direito à liberdade de expressão”.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar