DestaquesDouradosPolítica

“Délia Razuk é o escudo e a espada do povo contra as oligarquias”, diz Ceará do Estrela Porã

Essa é a fala de Fernando de Lima, o Ceará, comerciante e aposentado de 64 anos, morador no Conjunto Habitacional Estrela Porã.

“Independente de ocupar mandatos eletivos, a Délia Razuk sempre será o escudo e a espada do povo contra algumas oligarquias políticas, esses atores continuam insatisfeitos após as eleições 2016, quando uma mulher movida a superações se tornou prefeita, quebrando um ciclo. O escudo que me refiro é a defesa dos menos favorecidos, e a espada simboliza o avanço da gestora pela conquista de seus direitos”, essa é a fala de Fernando de Lima, o Ceará, comerciante e aposentado de 64 anos, morador no Conjunto Habitacional Estrela Porã.

 

Fernando conta que em 1986 residia no bairro Jardim Flórida I quando conheceu o simples empresário Roberto Razuk, ele era candidato a deputado estadual, sendo eleito e por conseguinte empossado no ano de 1987, a partir dali nasceu uma amizade de 34 anos. Posteriormente, o aposentado comprou uma casa na antiga ocupação irregular da Vila Aparecida, nos fundos do atual Conjunto Habitacional Cohab II, assim passou a testemunhar incisivamente as ações sociais da Família Razuk. “A matriarca Délia, sempre foi presença marcante nas camadas periféricas, apoiando o trabalho dos Clubes de Mães e Associações de Moradores, instalando pequenos núcleos que estimulavam a qualificação profissional e inclusão de várias donas-de-casa no mercado de trabalho, além de distribuir voluntários da sua equipe na distribuição do “sopão” com refeições em vilas e aglomerados, tais como o Jardim Clímax, Vila Seac, Brasil 500, Cachoeirinha, Vila Rosa e União Douradense”, afirmou.

 

“No ano de 1988, tive sérios problemas de saúde, e graças à interlocução da Délia com clínicas, Santa Casa de Campo Grande e Hospital São Julião, fui curado a tempo, hoje estou muito bem e vivo aos 64 anos, devo muitas gentilezas a família Razuk que há mais de 50 anos tem sua parcela de contribuição na vida dos menos favorecidos, vejo que essas atitudes são sistemáticas, sempre independeram de mandatos eletivos”, conta Fernando.

 

Fernando esclarece que desde 2017 quando foi empossada como prefeita, Délia Razuk priorizou o término da pavimentação asfáltica na rua Olga de Lima Melgarejo, reafirmando a importância daquela via, fundamental na requalificação do trânsito, possibilitando o acesso para moradores de vários bairros da região Sul, que não mais se depararam com a poeira e barro. Lima conta que a obra nessa avenida era uma necessidade antiga da população, sendo executada com mais de 3,6 mil metros quadrados de imprimação, com a devida estrutura de asfalto, drenagem e ciclovia, consagrando um investimento de R$ 1,066 milhão.

 

Segundo Fernando, a prefeita Délia foi pioneira na disponibilização de técnicos em apoio ao Governo do Estado na migração dos recursos do PAC I para o FAR (Fundo de Arrendamento Residencial) e, com isso, recuperou a verba destinada à construção de 200 casas para familiais em extrema vulnerabilidade. “Foi isso que possibilitou a inauguração do Conjunto Habitacional Honório Almirão, o Residencial Guassu, no Jardim Clímax, investimentos na ordem de R$ 27,3 milhões, acompanhados da completa infraestrutura na região agraciada pelas obras de drenagem, pavimentação asfáltica e urbanização de primeira qualidade, além da construção do Centro Comunitário”, indagou.

 

Inclusive o Centro Social do Residencial Guassu beneficiou os moradores com espaço dotado de banheiros internos e externos, parque infantil, campo de futebol suíço, quadra de vôlei de areia, a área é totalmente cercada por uma pista de caminhada. O custo total da obra foi de R$ 272,8 mil com recursos do Ministério das Cidades, e contrapartida do município. “Creio que assim, o Grande Estrela Porã e Jardim Clímax são regiões privilegiadas pela presença de obras da Prefeitura de Dourados que refletiram diretamente no setor da construção civil, afinal, mais pessoas foram contratadas a fim de suprir a demanda crescente de empregos, induzindo de certa forma a contratação de mão-de-obra”, emocionou-se Fernando.

 

“Apesar da crise, desde a gestão do prefeito Murilo Zauith atual vice-governador, e agora com a Délia Razuk, Dourados avançou muito na redução do déficit habitacional, justamente num momento delicado da economia, os cortes no Governo Federal que inclusive extinguiu o Ministério das Cidades. No entanto, os movimentos comunitários consolidaram algumas conquistas com o lançamento de programas importantes como o Lote Urbanizado e Lote Humanizado, e claro com o termino da obra do Residencial Guassu”, afirmou Antônio Carlos, que é presidente da Associação de Moradores do Conjunto Habitacional Estrela Porã, Altos do Alvorada e Ipê Roxo.

 

Portal de Notícias Prefeitura de Dourados.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios