DestaquesEntretenimentoSaúdeTecnologia

Como limpar o celular: Asus e LG dão dicas contra coronavírus

Fabricantes fazem recomendações aos usuários a fim de minimizar os riscos de contaminação. Dúvida sobre como higienizar o telefone deu salto de 4.200% no Google.

A dúvida sobre como limpar o celular permanece na cabeça dos usuários em meio à pandemia do coronavírus. De acordo com o Google, a pergunta sobre como higienizar o celular cresceu 4.200% nos últimos 30 dias. Desta vez, a Asus e a LG deram orientações para desinfetar o telefone. Ambas as empresas recomendam o uso de álcool isopropílico com concentração de 70% para fazer a limpeza do equipamento eletrônico.

Elas se juntam à Apple, Samsung e Motorola. Faz duas semanas que as fabricantes também vieram a público com dicas de como limpar os iPhones e celulares das linhas Galaxy e Moto.

Vale destacar que o álcool isopropílico é diferente do álcool em gel. O primeiro, de acordo com a recomendação do Conselho Federal de Química, é o mais indicado para ser usado na limpeza de produtos eletrônicos pois a estrutura química que o compõe dificulta a oxidação das peças. O produto pode ser encontrado em lojas de informática e de itens de escritório.

A Asus e a LG ressaltam que é imprescindível tomar cuidados como lavar as mãos com sabonete ou higienizá-las com álcool em gel; desligar o telefone; e desconectá-lo da tomada antes de iniciar o procedimento de limpeza.

Depois disso, o usuário deve retirar a capa protetora, caso haja, e utilizar álcool isopropílico (concentração de 70%) em um pano macio e sem fiapos para limpar o display e a parte traseira. Não se recomenda a utilização de cloro, desinfetante ou qualquer produto abrasivo para limpar o smartphone, uma vez que eles podem danificar ou manchar o aparelho.

No caso do Zenfone, a Asus afirma que não é recomendada a utilização de álcool em gel. Por sua vez, a LG admite que o produto pode ser utilizado nos telefones. É fundamental passar bem pouco álcool em gel e secar o aparelho. Caso contrário, componentes podem ficar úmidos ou mesmo enferrujados.

É aconselhável que o usuário evite utilizar o celular em locais públicos ou levá-lo ao banheiro. Afinal, além da síndrome respiratória causado pelo novo coronavírus, bactérias nocivas à saúde também podem contaminar o aparelho.

Fonte: TechTudo

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close