Fixo

Chuva de três horas na madrugada inunda casas e ruas da área urbana do Pantanal de MS

Corpo de Bombeiros recebeu cerca de 50 pedidos para retirar água de residências. Entre 00h50 e 3h50 choveu o equivalente ao esperado para todo o mês.

Diversas casas e ruas ficaram alagadas devido à tempestade que atingiu Corumbá, a 415 quilômetros de Campo Grande, na madrugada desta quarta-feira (13). De acordo com o Climatempo, entre 00h50 e 3h50 (de MS), choveu na cidade pantaneira o equivalente ao esperado para todo o mês de janeiro.

Ruas viraram rios. Muitos moradores relataram alagamentos em casas. O Corpo de Bombeiros recebeu cerca de 50 chamados para retirar água de imóveis. Felizmente, ninguém morreu e nem houve feridos.

Diversas pessoas precisaram ser retiradas de casas pelo Corpo de Bombeiros, assim como animais de estimação. Em pelo menos uma situação, foi preciso fazer um cordão humano para retirada de moradores. Carros ficaram praticamente submersos.

A dona de casa Marinalva Simão acordou com a rua da casa dela alagada e vários vizinhos com os imóveis cheios de água. “É uma baita preocupação. A minha casa não alugou, mas as dos meus vizinhos sim. Sinto uma baita preocupação com isso”.

Conforme o Climatempo, em três horas, choveu 152,2 mm, o que quase corresponde à média de chuva para todo o mês de janeiro que é de 155,2 mm, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O total acumulado em 12 horas foi de 166,0 mm.

De acordo com o meteorologista Natálio Abrahão, na região da Prainha, à beira do rio Paraguai, choveu mais 158,6mm. Já no aeroporto foram123,2mm.

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para esta quarta-feira em Corumbá é de tempo chuvoso durante todo o dia, com ventos intensos. Há possibilidade de chuva durante toda a semana na cidade, situação bem diferente da registrada em 2020, quando em janeiro já eram registradas queimadas no Pantanal e seca.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar