BrasilDestaquesEsporte

Brasil vence o Japão e soma três pontos na Liga das Nações

Brasil bate o Japão por 3 a 1 em vitória importantíssima na reta final da fase de classificação da Liga das Nações

O Brasil venceu o Japão por 3 a 1 pela décima rodada da Liga das Nações de vôlei feminino, nesta terça (11), no Japão. Assim, marca três pontos importantíssimos na reta final da primeira fase, que classifica as cinco melhores seleções para a etapa final da competição. As parciais foram de 25/17, 25/19, 20/25 e 25/22.

Na Liga das Nações vitórias por 3 a 0 e 3 a 1 dão três pontos, e por 3 a 2 dá dois pontos ao vencedor e um para quem perde. O Brasil entrou na rodada em sexto lugar, portanto fora das cinco primeiras posições que garantem vaga na fase decisiva, marcada para os dias 3 e 7 de julho, na China. As chinesas, por serem anfitriãs, já estão lá.

A seleção pega ainda Tailândia e Sérvia nesta quarta semana. Os dois jogos são às 3h40, nesta quarta (12) e quinta (13), ambos com acompanhamento ao vivo pelo Olimpíada Todo Dia. A quinta e última semana é na Turquia, e o time de Zé Roberto enfrenta, além das turcas, Itália e Bélgica. Será entre os dias 18 e 20 de junho em Ancara.

A fórmula da vitória sobre as japonesas passou pelo uso de um “veneno” histórico das anfitriãs, a defesa, e a marca brasileira desde sempre: ataque poderoso.

Especialmente com a líbero Leia, a retaguarda do time do Zé Roberto “pegou tudo”, Macris garantiu uma distribuição de respeito e Ana Paula Borgo virou (quase) tudo, principalmente nos dois primeiros sets. Destaque também para Bia no decisivo final do quarto set. Ela fechou a rede no bloqueio e virou uma ‘china’ fundamental para garantir os três pontos. Ana Paula fez 26 pontos no jogo.

O único momento em que a fórmula não foi suficiente foi da metade do terceiro set até a metade do quarto. Isso porque as japonesas também defenderam demais neste período e atacaram com eficiência, especialmente com Koga e Ishii. Assim como Ana Paula, Koga marcou 26 pontos na partida.

Ana Paula Borgo marcou 24 pontos no ataque e dois no saque (FIVB)

O jogo
Logo de cara o Brasil fez 7 a 3 no primeiro set e a vantagem foi a 12 a 7 em um bloqueio, após bom trabalho da defesa. A “dupla” defesa e Ana Paula Borgo seguiu comandando o Brasil, que fechou no 25 a 17 com facilidade. Vale destacar ainda as performances de Macris e Natália na primeira parcial.

O Japão equilibrou melhor seu jogo no início da segunda parcial. Chegou a liderar o placar pela primeira vez na partida do 4 a 3 até a primeira parada técnica, quando o Brasil retomou a frente no 8 a 7. Na volta, a seleção marcou quatro seguidos e abriu 12 a 7. Dali em diante foi só administrar para fechar em 25 a 19.

O terceiro também foi igual no começo. O Japão abriu 4 a 2, mas logo a seleção brasileira se recuperou e virou no 5 a 4. As donas da casa estavam dispostas a reagir e voltaram a abrir dois no 8 a 6, depois 11 a 7 e mais tarde 16 a 10. No final da parcial, o Brasil reagiu, chegou a 22 a 20, mas o time da casa fez três pontos seguidos e diminuiu a vantagem brasileira na partida com 25 a 20 no terceiro set.

Mudou o set, mas o jogo continuou como o visto da metade para o fim da parcial anterior, e o Japão fez logo 4 a 0. O Brasil reagiu, chegou ao 8 a 6, mas em três erros seguidos voltou a ficar quatro atrás no 10 a 6. Novamente o time de Zé Roberto escalou o placar, conseguiu o empate em 15 e a virada no 20 a 19.

O time cresceu, especialmente com Bia no bloque e em uma china perfeita, quando marcou 23 a 21. No final, Gabi marcou o 25 ponto e garantiu os três pontos para a seleção.

Fonte G1

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close